Notícia

A fotografia por meio do olhar dos pequenos

criançaFotografia

Com uma câmera na mão e ideias na cabeça, eles se apropriam do trabalho de produção e apreciação de imagens e aprendem a olhar e pensar sobre o mundo com novos enfoques e enquadramentos

Você já refletiu sobre o tempo que desenhar, pintar, fazer colagens e brincar com massa de modelar ocupam na rotina da turma? Tão valiosa quanto todas essas atividades, fotografar é algo raramente trabalhado com as crianças. Quando é, em muitos casos, se resume à apreciação de imagens e ao estudo do histórico da técnica.

Os pequenos são capazes de serem autores do próprio percurso e fotografar. Com um projeto bem estruturado, é possível conseguir que eles não apenas saiam por aí clicando sem refletir a respeito do que estão fazendo.

No campo da arte, a fotografia está relacionada com a imaginação. Tanto de quem faz a foto como de quem a aprecia (não tem só a ver com o que aparece na imagem). O momento, o contexto e as ideias do autor fazem parte, embora nem sempre possam ser registrados. Para entender isso, vamos pensar em uma exposição: a maioria dos trabalhos tem título e legenda, mas esses elementos nem sempre têm uma função descritiva: pode sugerir ao público as intenções do fotógrafo. Outro exemplo é o percurso do artista esloveno Evgen Bavcar. Cego desde os 11 anos, ele explica que é capaz de ver as fotos que faz por meio das palavras dos outros e é isso que o interessa. “Trabalhar fotografia com crianças tem muito a ver com o que Bavcar diz porque envolve a imaginação, a palavra do autor e a dos outros”, enfatiza Julia Burger, educadora da Sementinha de Vida.